Administração de condomínios: conheça 6 erros imperdoáveis

3 minutos para ler

A administração de condomínios é uma atividade bastante complexa que requer muita atenção do profissional envolvido. São muitos setores a gerenciar, desde a contratação e treino de pessoal até a administração das finanças do condomínio. Quem está no comando disso tudo precisa ter a capacitação certa.

Será que você está cometendo algum erro grave de administração de condomínios? A melhor forma de saber isso é por meio de uma análise crítica e aprofundada a respeito da sua própria atuação.

Veja a seguir os 6 principais erros de administração de condomínios que você não pode cometer.

1. Realizar assembleias irregulares 

A assembleia geral de um condomínio é uma reunião muito importante para a definição de suas ações. Se ela for realizada de forma desorganizada, as questões do condomínio também ficarão desordenadas.

Além de abrir a participação para todos os condôminos, é importante que a assembleia tenha uma ata que possa ser consultada posteriormente por quem não pôde comparecer. A transparência precisa ser a palavra de ordem quando se trata de uma assembleia de condomínio.

2. Negligenciar o aspecto financeiro

Pode ser muito desastroso para um condomínio não ter suas contas bem organizadas. Além de destruir a confiança dos condôminos no trabalho do síndico, pode dar margem para desperdício de recursos, o que impacta no bom funcionamento do condomínio.

Manter o as contas bem organizadas é essencial para não ter problemas desse tipo. É necessário ter boas noções de contabilidade, pesquisar custos de serviços e saber conter gastos.

3. Não ter regras bem definidas

Para que tudo funcione bem no seu condomínio, é necessário que ele tenha regras bem estabelecidas. São normas referentes à convivência, administração, uso do espaço, entre outros.

Além disso, essas normas servem para resolver eventuais conflitos que possam surgir no dia a dia do seu condomínio.

4. Não saber cobrar de inadimplentes

Um síndico que permite a inadimplência dos pagamentos das contas do condomínio não transmite a autoridade necessária para o administrador.

Para que isso não seja um problema, é essencial definir condições de pagamento transparentes e flexíveis, além de saber lidar com cada caso individualmente conforme a necessidade.

5. Realizar obras sem aprovação

Tudo que é feito no condomínio precisa ser comunicado aos condôminos e aprovado em assembleia. Realizar uma reforma, por exemplo, é algo que requer esse tipo de aprovação.

Afinal, é uma decisão que afeta diretamente o orçamento do condomínio e tem um impacto no dia a dia dos moradores. Dessa forma, procure sempre lidar com essas questões de forma transparente. 

6. Não investir em tecnologia

A tecnologia está evoluindo cada vez mais rapidamente em diversos setores, algo que pode ser muito bem aproveitado pelo seu condomínio.

Por isso, manter o radar ligado para essas novidades é fundamental. Por exemplo, quando foi a última vez que você trouxe alguma inovação de segurança para os seus moradores?

Administrar um condomínio é um trabalho bastante complexo, que envolve se preocupar com diversos aspectos de pesos diferentes. Se você identificou um ou mais problemas que estejam acontecendo no seu caso, vale a pena considerar a contratação de uma ajuda profissional para cuidar dessas questões.

Conheça mais dicas estratégicas sobre administração de condomínios. Basta nos seguir nas redes sociais, estamos no Facebook e LindedIn!

Posts relacionados

Deixe uma resposta